top of page
Buscar

Seguros para bares e restaurantes: benefícios para o negócio

A contratação de um seguro não é apenas uma medida de proteção imediata, mas um investimento estratégico a longo prazo.


O setor de bares e restaurantes é um dos mais dinâmicos da economia brasileira, mas também está sujeito a diversos riscos. Imprevistos como incêndios, roubos e acidentes com clientes ou funcionários podem comprometer o futuro de um negócio.

Por isso, contratar um seguro adequado deve ser parte integrante do planejamento de qualquer empreendimento. Dessa forma, o empreendedor pode evitar complicações legais e contratuais, permitindo-se concentrar no crescimento do negócio, como reforça Gustavo Bentes, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros de Minas Gerais (Sincor).

“É importante incluir na composição de custos uma prevenção contra uma eventual descontinuidade, seja por uma catástrofe natural, fragilidade econômica, ou outro. O seguro protege a renda do empresário através de várias formas, seja o ambiente físico, as instalações, o funcionamento operacional, por exemplo”, destaca Gustavo.

Tipos de seguros para bares e restaurantes

Segundo dados fornecidos pelo Sincor de Minas Gerais, alguns dos tipos de seguros mais procurados por empresários no setor no estado são patrimonial, de saúde (para os colaboradores e sócios) e de vida (para colaboradores e sócios).

Dentre as possibilidades de seguros para bares e restaurantes, há uma variedade de apólices que cobrem diferentes aspectos de um empreendimento, como:

• Seguro de patrimônio: protege o imóvel e seu conteúdo (equipamentos, móveis, estoque) contra danos físicos causados por incêndios, inundações, vandalismo, tempestades, e outros desastres.

• Seguro de responsabilidade civil: protege contra reclamações de terceiros por lesões corporais ou danos à propriedade ocorridos no estabelecimento. Isso inclui, por exemplo, clientes que escorregam e caem ou que sofrem intoxicação alimentar.

• Seguro de interrupção de negócios: compensa a perda de receita e cobre despesas operacionais (como salários e aluguel) durante o período em que o negócio está fechado devido a um evento coberto, como um incêndio ou inundação.

• Seguro de saúde: oferece assistência médica e hospitalar aos funcionários do estabelecimento em caso de doenças ou acidentes.

• Seguro de vida: paga um benefício aos beneficiários designados em caso de falecimento de um funcionário coberto proporcionando segurança financeira aos familiares dos colaboradores em momentos difíceis.

Para o empresário Otávio Ribeiro, possuir um seguro foi essencial em um de seus empreendimentos na cidade de Belo Horizonte, onde um incêndio que começou em uma fritadeira acarretou na perda de grande parte dos equipamentos, estoque e mobiliário.

“Foi muito importante nesse momento possuir o seguro, porque ele acrescentou tanto o seguro do locatário, quanto do locador e do condomínio, e assim, conseguimos uma cobertura para refazer tudo que o incêndio tomou, como estoque, equipamentos, inclusive a cobertura de lucros”, afirma o empresário.

Os valores, como explica o presidente do Sincor depende dos tipos de apólices que o contrato cobrirá e de outros pontos, como a localização. Portanto, é necessário entender o modelo e a necessidade de cada empreendimento.

“Antes mesmo de falar qual é a necessidade de cada um, a gente tem que entender o modelo de negócio e onde estão as vulnerabilidades do dia a dia. Através do diálogo entre o corretor e o empreendedor, é possível entender quais as carências e assim o que faz sentido.”


Como escolher uma corretora Escolher uma boa corretora de seguros é fundamental para garantir que cada empreendimento obtenha o melhor serviço, cobertura adequada e suporte confiável em caso de necessidade. Gustavo Bentes dá algumas dicas para fazer a escolha certa.

Segundo o presidente do Sincor, a primeira dica é buscar um corretor de seguros habilitado, regulamentado e fiscalizado pela autarquia federal. Assim, é garantido que o profissional respeita os códigos éticos e morais.

A segunda dica é que, mesmo existindo inúmeros perfis de corretores de seguro e empresas, é importante que essas sejam independentes, que trabalhem com o máximo de companhias de seguros possíveis e que busquem de forma independente a solução adequada a cada negócio.

E por último, que o corretor atue em toda a abrangência de proteção para seu cliente, pois dessa forma, o profissional consegue enxergar todas as possíveis vulnerabilidades de um empreendimento.

Os benefícios da contratação de um seguro para bares e restaurantes são múltiplos e se estendem tanto no curto quanto no longo prazo, como a proteção financeira imediata, a tranquilidade em saber que o estabelecimento está protegido contra diversos riscos e também a facilidade para obtenção de licenças de funcionamento e contratos de aluguel.

Assim como reforça Otávio, que conta com uma rede de hamburguerias, o Meatz Burguer, possuir segurança é essencial para o crescimento do empreendimento. "Um negócio como este está em risco iminente em relação a chapa, fritadeira, equipamentos, enfim, então, o seguro nos resguarda de quaisquer possíveis acidêntes."

Portanto, investir em um seguro adequado é uma medida essencial para qualquer empreendedor do setor de bares e restaurantes. Além de proteger o patrimônio e garantir a continuidade do negócio em situações adversas, o seguro oferece uma série de vantagens que contribuem para a estabilidade e o crescimento sustentável do empreendimento.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page