top of page
Buscar

Seguro Empresarial ainda tem muito espaço para crescimento no país

De acordo com um levantamento da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), a arrecadação do seguro empresarial no país foi de R$ 3,2 bilhões em 2023, o que representou um crescimento de 19,6% na comparação com o mesmo período (de janeiro a outubro) do ano anterior. No entanto, o seguro empresarial ainda é pouco contratado no país. 


Em entrevista ao Jornal do Empreendedor, telejornal do Canal Empreender, Jarbas Medeiros, presidente da Comissão de Riscos Patrimoniais Massificados da FenSeg, comentou que o desempenho do seguro empresarial no ano passado foi excelente. 

O executivo atribui tal aumento ao conhecimento e à consciência. “A gente credita esse crescimento, principalmente, a maior consciência dos empreendedores sobre a importância do seguro empresarial como um fator não apenas de proteção, mas um fator de sustentabilidade do negócio porque o seguro empresarial possibilita, em muitas vezes, que o negócio não tenha que parar de operar em caso de problema, caso de sinistro, como a gente chama”. 


Jarbas também comentou que os empresários estão tendo uma maior percepção de risco relacionado aos eventos climáticos e, por isso, estão contratando mais o seguro empresarial. “Cada vez mais no Brasil, tem acontecido eventos climáticos, principalmente nas regiões Sul e Sudeste, nessa época que estamos passando, e isso causa muito prejuízo aos empresários. Então, o seguro vem a responder e dar proteção a esses eventos”.  

Apesar deste crescimento, o produto ainda apresenta pouca penetração no Brasil, cerca de 20% das empresas contratam essa apólice, segundo dados da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg). À isso, Jarbos acredita que o desconhecimento é o maior empecilho para a contratação do seguro empresarial. 


“O preço pode ser um fator que, em alguns momentos, impossibilita, mas a gente acredita que não porque o seguro é muito modular e é possível desenhar uma apólice que caiba no bolso do empresário, do empreendedor, e que ele consiga colocar isso dentro de um planejamento da empresa ao longo do ano”, explicou.


Fonte: Fenacor e  Jornal do Empreendedor

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page