top of page
Buscar

Homem é vítima de crime orquestrado pela própria família para ficar com valor do seguro

Na última terça-feira, o Tribunal do Júri da Comarca de Sobradinho (DF), condenou a filha, o genro e a ex-mulher de um agricultor por homicídio qualificado do mesmo e de um funcionário dele. Segundo a denúncia do Ministério Público, o trio planejou o crime com o objetivo de receber uma apólice de seguro de vida em nome da vítima. As informações são do site Infoco.


O crime ocorreu na noite de 26 de maio de 2020. Conforme a denúncia, a filha e o genro teriam usado o carro da ex-mulher do agricultor e ido até a residência dele, simulando uma visita. Segundo os fatos narrados pelo Ministério Público, o casal atraiu ele e o funcionário para dentro da casa. Logo, um homem contratado para o delito entrou no local e simulou um assalto. Esse quarto réu teria amarrado o agricultor, tendo o genro feito o mesmo com o funcionário. O suspeito teria levado as vítimas para a parte externa e cometido a execução. Ao saírem do local, subtraíram bens do vítima.


No júri, presidido pela Juíza Camila Oliveira Maciel Martins, a pena da filha ficou em 45 anos de prisão em regime fechado, a ex-mulher foi condenada a 43 anos de prisão em regime fechado pelas mesmas qualificadoras, já o genro foi condenado a 35 anos e seis meses de prisão em regime fechado pelos homicídios qualificados e ainda por furto qualificado mediante concurso de duas ou mais pessoas. O quarto acusado que, segundo a denúncia do Ministério Público, seria a pessoa contratada para a execução, será julgado em outra data.


Fonte: CQCS

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page